top of page

Você sabe qual é a diferença entre Baby Blues e Depressão Pós-Parto?

O Baby Blues e a Depressão Pós-Parto são alguns dos maiores fantasmas que assombram as mães.


A principal diferença entre o Baby Blues e a Depressão Pós-Parto é o tempo. Enquanto que o Baby Blues costumara durar aproximadamente 15 dias, causadas pelas alterações hormonais, a Depressão Pós-Parto não passa e são raros os momentos de felicidade.



Na Depressão Pós-Parto normalmente a mulher apresenta mudanças mais intensas de humor ligadas a ideia de culpa, inutilidade e até pensa em suicídio. A mãe não sente mais vontade de se cuidar, não come e chega a rejeitar o filho. É uma doença séria que precisa de cuidados médicos, por isso os familiares devem ficar atentos.

Segundo pesquisa realizada em 2016 pela Fundação Oswaldo Cruz, 25% das brasileiras apresentam Depressão Pós-Parto.


O Baby Blues não é um princípio de Depressão Pós-Parto ou uma chance de desenvolve-la. Trata-se de uma instabilidade emocional, passageira, desencadeada por fatores hormonais na mulher que está tentando se reorganizar com a nova rotina. Está presente em quase 80% das mulheres.


O que é Baby Blues?


O Baby Blues é um quadro de disforia com alterações de humor, com momentos de alegria seguidos de tristeza. Ele é marcado por certa melancolia e pela sensação de incapacidade ou medo de não saber ou não conseguir cuidar do bebê. Não se trata de uma doença, já que acomete a maioria das mulheres, mas também homens e até os bebês, que têm de se adaptar à chegada ao mundo.


Nessa fase, a mãe entra em contato com o bebe real, ela tem que lidar com os medos e ansiedades causados pelo novo papel materno e isso pode contribuir para o surgimento do Baby Blues.


Geralmente o Baby Blues começa 3 dias após o parto com sintomas como tristeza, choro fácil, ansiedade, irritabilidade, insônia e alteração de humor. Pode durar de 10 a 15 dias e tende a diminuir e desaparecer completamente sem necessidade de tratamento.


  • Quais os sintomas?

Insônia;

Choro fácil;

Sensação de fragilidade;

Irritabilidade;

Falta de energia;

Falta de confiança;

Tristeza;

Mudanças de humor.


  • Qual o tratamento?

O Baby Blues não é considerado uma doença, portanto não tem um tratamento medicamentoso específico. A maioria das mamães precisa de uma rede de apoio.

Vale ressaltar que cuidados fundamentais como o acolhimento e o apoio a essa mulher são de extrema importância também durante esse período.

Desse modo, é importante lembrar que, caso a mãe já tenha algum transtorno psíquico anterior, o Baby Blues pode desencadear algo maior.

O melhor tratamento é o apoio e auxilio dos familiares!


  • Como a família pode ajudar?

Dando um descanso merecido: Segurar o bebê enquanto a mãe tira uma soneca ou mesmo quando ela toma um banho tranquilo.

Demonstrando compreensão: A pior coisa é você não estar bem e as pessoas acharem que é frescura. É necessário entender que essas mudanças de humor são involuntárias e tratar como algo insignificante não vai contribuir para a melhora da mãe.


O que Depressão Pós-Parto?


Depressão Pós-Parto é um transtorno de humor mais intenso e duradouro que afeta as mulheres. Trata- se de uma combinação de fatores físicos e emocionais, quadro que pode durar alguns meses, impossibilitando a mãe de realizar suas atividades com o bebê.


A Depressão Pós-Parto é considerada um quadro grave de tristeza que pode trazer pensamentos suicidas ou homicidas e ocasionar doenças psicossomáticas. E, ao contrário do Baby Blues, não se trata de um quadro benigno. Nesse caso, a tristeza é um dos sinais mais marcantes e que pode colocar a própria vida em risco e às vezes até a do bebê. Requer algum tipo de tratamento ou intervenção.


  • Quais são os sintomas?

Cada mãe é única e pode apresentar sintomas diferentes. Os sinais são os mesmos que acontecem no Baby Blues, mas com maior intensidade e durabilidade.

Nem sempre é fácil para quem está no entorno perceber que as mulheres estão doentes, justamente porque elas tendem a disfarçar, já que é um pouco constrangedor estar triste, infeliz e pensando coisas terríveis depois de ter tido um bebê.

Um bom critério para procurar ajuda é o cônjuge ou a família observar o grau de sofrimento da mulher. No Baby Blues você sofre, mas tem muitos momentos de alegria e, a cada semana, percebe que algo melhorou. Ele tende a ter melhora progressiva, mesmo que lenta. A depressão, por sua vez, não apresenta essa melhora. Quando você percebe que não há diminuição desse sofrimento, é hora de procurar ajuda.


  • Qual o tratamento?

O tratamento da Depressão Pós-Parto depende do seu grau de comprometimento e pode incluir ou não o uso de medicamentos.

Nos casos mais leves são feitos acompanhamento com psicólogo e terapia, já nos casos mais graves, pode ser necessário acompanhamento psiquiátrico e uso de medicações.

É importante buscar ajuda médica para avaliar a situação da mamãe. Por isso, nos primeiros sintomas, o recomendado é procurar ajuda médica o mais rápido possível.


Na loja Filó Baby você encontra roupas da Carters e produtos Skip Hop originais do EUA! Seu filho merece todo o carinho e conforto!


https://www.filobaby.com.br


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

תגובות


bottom of page