top of page

Regras para visitar um bebê

A primeira semana após a chegada do seu bebê é um momento maravilhoso, porém também é muito complicado, é um momento de descoberta para os pais, portanto requer cuidado, atenção e privacidade.


Não fazer visitas antes do bebê completar 28 dias, nunca dar beijos e evitar os palpites, são algumas das regras mais importantes para garantir a segurança do recém-nascido. Pediatras dizem que 90% das pessoas falham quando visitam bebês.



As pessoas que acompanham a gravidez geralmente têm muita vontade de estar presente nos primeiros dias de vida do bebê, querem conhecer, pegar no colo, encher de beijos, mas, apesar das intenções serem as melhores, esses erros podem causar danos à saúde e a segurança do recém-nascido, já que o sistema imunológico do bebê ainda está em fase de formação, ele ainda está se acostumando com a vida aqui fora.

Dependendo do local da infeção, a criança pode ficar com sequelas, podendo até ter a necessidade de terapias invasivas, como a ventilação mecânica. Em casos extremos, uma simples constipação no adulto pode mesmo causar a morte de um bebê.


Para evitar gafes, confira as dicas abaixo antes de visitar um recém-nascido:


1) A partir de quantos meses é indicado que o bebê receba visitas?


Devido ao alto risco de transmissão de doenças, é indicado que os familiares mais distantes e amigos apenas visitem o bebê quando ele completar dois meses de idade, pois até lá ele já terá tomado as vacinas mais importantes. Se não for respeitado esse período, um dos riscos que pode acometer o bebê é a coqueluche, uma grave doença respiratória em que os familiares são responsáveis, na maioria das vezes, pelo contágio dos bebês, o que equivale a 45% dos casos. Por isso é muito importante manter o bebê seguro neste primeiro momento. Os parentes mais próximos acabam liberados dessa quarentena, mas é necessário ter bom senso, se estiver com alguma doença, não pode visitar o bebê.


2) Dicas importantes


Uma dica legal para evitar surpresas desagradáveis é o pai enviar uma mensagem quando o bebê nascer dizendo “nasceu, pesa x e pode receber visitas em casa dentro de x tempo”.


É importante telefonar antes de aparecer, ou seja, nunca apareça sem avisar. Se quiser fazer uma visita, confirme com os pais qual a melhor data e horário. E, se possível, volte a perguntar quando estiver próximo da hora agendada. Nos primeiros trinta dias a mãe está à beira de um ataque de nervos, exausta e as visitas podem tornar esse período ainda pior. O bebê ainda não tem horários definidos para dormir e visitas inesperadas podem atrapalhar a hora da soneca, que também é um dos poucos momentos que a mãe tem para aproveitar e descansar.


Nunca levar crianças. À exceção do agregado familiar, as crianças não devem estar com os recém-nascidos para evitar riscos de contágio por doenças infecciosas.


Se estiver doente, não vá visitar o bebê. Mesmo que seja familiar próximo ou amigo chegado, nunca deverá visitar o recém-nascido se estiver doente. Enquanto um adulto reage pouco com uma constipação nasal, para o bebê isso pode desenvolver uma bronquiolite, com necessidade de internamento. Como o bebê acaba de chegar ao mundo, ainda não tem o sistema imunológico completamente desenvolvido, nem tomou todas as vacinas. Por isso, ele fica mais suscetível a ação de vírus e bactérias. Melhor se recuperar totalmente antes de conhecer o recém-nascido.


O bebê só deve estar ao colo da mãe, do pai e um pouco dos avós. As outras pessoas não devem mexer no bebê, porque possuem microrganismos que podem não lhes fazer mal, mas que não são benéficos para o bebê.


Lavar sempre as mãos assim que chegar à casa da família. Usar álcool em gel após a lavagem também é indicado.


Não fumar, não usar perfumes ou cremes, mesmo que não sejam tão fortes, para irem à visita, afinal, o risco de o bebê ficar irritado ou enjoado com um cheirinho é muito grande. O olfato do bebê é muito sensível e há a possibilidade de ele ter uma série de alergias ou restrições, que ainda não foram diagnosticadas.


A última dica e a mais importante não se deve dar beijos no bebê. Os pais dão, pois o bebê está habituado ao cheiro e às bactérias dos pais, mas os estranhos não devem dar beijos ao bebê. Os outros familiares devem dar na cabeça e nas zonas onde tem cabelo.

Uma dica legal e que tem sido adotado por algumas famílias é marcar um só dia e organizar uma pequena recepção, para que as pessoas conheçam a criança em um dia só. O encontro costuma ser marcado quando o bebê já tem três ou quatro meses. Assim, a mãe já está mais tranquila e consegue se preparar melhor. É uma maneira de não precisar se preocupar quando o bebê ainda é muito novinho e não ficar recebendo visitas todos os dias.


Na loja Filó Baby você encontra lindos looks da Carters para deixar seu bebê lindo e super confortável!


https://www.filobaby.com.br Siga nossa loja no Instagram @filobabyoficial


35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page